Saber/Não saber

18 de março de 2013

 

Alicé

Soube que escovou os dentes com a minha escova.

Soube que comprou dois livros de poesia, os mesmos que lemos juntos na cama.

Soube que pediu pra algumas pessoas que evitassem falar o meu nome.

Soube que evitou ir a lugares onde poderia me encontrar.

Soube que sonhou comigo.

Soube que sonhou comigo, mais de uma vez.

 

Soube que em alguns momentos me odiou com todas as forças.

Porque me odiou com todas as forças que só o amor tem.

 

Soube que viveu tudo aquilo que eu vivi enquanto nada sabíamos de nós dois.

 

E por isso, e talvez, nunca estivemos tão juntos enquanto estávamos tão separados.

 

2 Já Comentaram para “Saber/Não saber”

  1. Soraia disse:

    esse longe tão próximo alimenta um tanto de devaneios…ou não.

  2. Ana Laura disse:

    Dizem que isso procuramos no amor: o outro que desejamos ser. E enquanto houve partida, desenlace, houve a busca por esse eu incompleto. Adorei, lindinho. :)

Deixe um Comentário