“nosso mais justo e mais cru…

2 de novembro de 2010

“nosso mais justo e mais cruel castigo, diante do esquecimento total, tranquilo como o dos cemitérios, pelo qual nos desprendemos…

Deixe um Comentário